Sábado, 28 de Outubro de 2006

Lá vamos votar outra vez..

 

"CARTA DE UM BEBÉ PARA A SUA MÃE

Olá mamã, tudo bem?
Eu estou bem, graças a Deus.
Faz apenas alguns dias que me concebeste na tua barriguinha.
Na verdade, não consigo explicar o quanto estou feliz por saber que és minha mãe.
Outra coisa que me enche de orgulho é ver o amor com que fui concebido.
Tudo parece indicar que eu serei a criança mais feliz do mundo!

Mamã, já se passou um mês desde que fui concebido e já começo a ver como
o meu corpinho começa a formar-se, quer dizer, não estou tão lindo como
tu, mas dá-me uma oportunidade!


Estou muito feliz! Mas há uma coisa que me está a deixar preocupado...
Ultimamente dei-me conta de que há algo na tua cabeça que não me deixa
dormir, mas tudo bem, isso vai passar, não desesperes.

...
Mamã, já se passaram dois meses e meio, estou muito feliz com as minhas
novas mãos e tenho vontade de usá-las para brincar.
Mamã diz-me o que se passa! Porque choras tanto todas
as noites??

Porque é que quando tu e o papá se encontram, gritam tanto um com o outro?
Não me querem mais ou quê?? Vou fazer o possível para que me
queiram...
Já se passaram 3 meses, mamã, acho que estás muito deprimida, não entendo
o que está a acontecer, estou muito confuso.
Hoje de manhã fomos ao médico e ele marcou uma consulta para amanhã..
Não entendo, eu sinto-me muito bem... por acaso sentes-te mal, mãe?

Mamã, já é dia. Onde vamos? O que está a acontecer mamã?

Porque choras? Não chores, não vai acontecer nada...

Mamã, não te deites, ainda são 2 horas da tarde, não tenho sono, quero
continuar a brincar com as minhas mãozinhas.

Ei!!!O que é que esse tubinho está a fazer na minha casinha?? É um brinquedo
novo??
Ui!! porque é que estão a sugar a minha casa??
Mamã!!!Espera, essa é a minha mãozinha!!!
Homem, porque é que a arrancaste?? Não vês que me estás a
magoar??
Mamã, defende-me!!!! Ajuda-me!!!
Não vês que ainda sou muito pequeno para me defender sozinho??
Mãe, a
minha perninha, estão a arrancá-la!!! Diz-lhes para pararem, juro-te
que me vou portar bem e que não te dou mais pontapés!

Como é possível que um ser humano possa fazer isto comigo?! Esse homem vai ver
quando eu for grande e forte!!

Ai mamã, já não consigo mais....ai....  mamã, mamã,
AJUDA-ME!!

Mamã, já se passaram 17 anos desde aquele dia, e eu daqui de cima observo
como ainda te pesa teres tomado aquela decisão.

Por favor, não chores,lembra-te que te amo muito e que estarei aqui à tua
espera com muitos abraços e beijinhos.

Amo-te muito!

O teu bebé"

 


publicado por gjlumiar às 13:01

link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

 

Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

posts recentes

Estamos no FACEBOOK

Noite de oração | 14 mar ...

Retiro de Quaresma 2009

56º dia Mundial dos Lepro...

Actividades Lumiar Janeir...

Vigília Ecuménica Jovem

Oração de Ano Novo

Projecto de luta contra a...

Recolha de roupa interior...

Retiro de Advento

arquivos

Junho 2012

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

categorias

aborto

actividades

diocese

gjlumiar

humor

música

notícias

oração

paróquia

reflexões

sociedade

solidariedade

vídeos

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds